sábado, 31 de março de 2012

SEMANA SANTA

A Semana Santa, durante a qual a Igreja celebra os mistérios de nossa Redenção, é a preparação última para a Ressurreição de nosso Divino Salvador. Correspondendo à sua alta significação, distingue-se esta semana por comoventes cerimônias e atos litúrgicos.
No domingo chamado de Ramos, comemoramos a solene entrada de Jesus em Jerusalém e sua aclamação pelo povo.

Procissão de Ramos em Saragoça (Espanha)

Na quarta-feira, o grande sinédrio resolve condenar Jesus à morte e Judas vende por isso o seu Mestre por trinta dinheiros.

Na quinta-feira, assistimos à Instituição do sacrifício e do sacramento da Eucaristia.


Sexta-feira é o dia da condenação do Salvador, de sua Crucifixão e Morte na cruz.


Sábado Santo é o descanso do Senhor na sepultura e o raiar do dia da Ressurreição.


Como vemos, a Igreja se aprofunda mais e mais nos insondáveis Mistérios da Paixão do Salvador, até que a nossa tristeza atinge o mais alto grau nos últimos três dias. Os sinos se calam, os altares são despojados das toalhas. A história da Paixão nos é narrada pelos quatro Evangelistas. O apóstolo São Paulo nos exorta para toda a semana a participarmos dos sentimentos de Nosso Senhor e de sua Igreja, dizendo na Epístola do Domingo de Ramos: “Tende em vós os mesmos sentimentos que teve Jesus Cristo“.

Cuidemos que esta semana seja para nós verdadeiramente santa, esforçando-nos por uma vida mais perfeita para que possamos participar dos frutos de nossa Redenção. Evitemos as distrações supérfluas, para que o nosso espírito possa estar junto a Jesus. Enquanto for possível, assistamos às cerimônias e atos litúrgicos desses dias.
(No mistério do Cristo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário